76 Visualizações |  Curtir

Por que você e a sua família têm de comer peixe

Veja como incluir o ingrediente no cardápio aos poucos, além de dicas para escolher o peixe sem riscos à saúde

Estudo reforça que consumo de peixe na gravidez faz bem ao bebê (Foto: ThinkStock)

A maioria das pessoas que não tem o hábito de comer determinado alimento o faz apenas porque não gosta. Para mim, no entanto, é fundamental estimular nossos filhos a comer de tudo, inclusive aquilo que não apreciamos muito. Eu, por exemplo, detesto pepino. Mas ele sempre fez parte do cardápio lá de casa e, por isso, minhas filhas adoram.

Outro ponto que destaco é o seguinte: para podermos afirmar que não gostamos mesmo de algum alimento, devemos prová-lo pelo menos por dez vezes e em diferentes composições – sim, os adultos também. Não gosta de peixe grelhado? Então, experimente um sashimi (comida japonesa) ou um sanduíche com pasta de atum. Além disso, o gosto muda de acordo com a espécie e até mesmo com o corte (a parte próxima à pele é mais forte, sabia?). Então, que tal variar?

4 dicas para escolher o peixe

Para garantir a compra de um bom produto para a sua família, atenção a esses detalhes:

1. Escamas
Devem ser firmes e homogêneas. Caso se desprendam com facilidade, melhor escolher outra peça.

2. Tipo
Com poucas espinhas, badejo, tilápia e cação são boas opções para os menores.

3. Olhos
Confira se estão transparentes e brilhantes.

4. Cheiro
Ele é forte, sim. Mas deve lembrar maresia – e não fim de feira!

Crescer